A pergunta teria uma resposta simples no início da época, altura em que, de resto, o Sporting CP não pôde contar com Adrien em alguns jogos. Elias, internacional brasileiro que regressou aos leões no início desta temporada, seria a opção natural. Contudo, Elias já não mora em Alvalade: regressou ao Brasil e ao Atlético Mineiro no mercado de inverno.

Aliás, objetivamente, o mercado de inverno trouxe quase que uma “razia” aos suplentes do miolo leonino: para além de Elias, também Bruno Paulista (cedido ao Vasco da Gama brasileiro), Meli (que viu o seu empréstimo terminado para regressar à Argentina para jogar no Racing Club), Petrovic (emprestado ao Rio Ave) e Wallyson (que voltou ao empréstimo ao Standard de Liège para logo ser vendido ao Moreirense) saíram do plantel do Sporting CP, deixando Jorge Jesus com menos soluções para as posições centrais do terreno.

Contudo, continuam a haver soluções para substituir o internacional português. Estas são as mais (ou menos) óbvias:

João Palhinha

Parece ser a terceira opção de Jorge Jesus para o meio-campo (logo atrás de William Carvalho e Adrien), nesta fase da época. Recuperado ao Belenenses no mercado de inverno, onde estava emprestado desde o início do campeonato (fazendo 18 jogos e marcando um golo), Palhinha tem sido regularmente chamado por JJ. Soma já mais de 180 minutos de leão ao peito e mesmo depois da polémica que o envolveu a si e ao treinador dos leões no final do jogo com o FC Porto parece ser a hipótese mais forte para fazer companhia a William no miolo dos leões, libertando o internacional português para tarefas mais ofensivas.

Bruno César

O “bombeiro” de JJ parece ser “pau para toda a obra” na equipa do Sporting CP. Para além de já ter feito as duas posições do lado esquerdo (defesa e médio) do 11 leonino, Bruno César também já jogou no apoio ao ponta-de-lança, ou mesmo como um dois integrantes da zona central do meio-campo dos leões. A sua cultura tática parece ser apreciada por Jesus, que não hesita em recorrer ao jogador que o Sporting CP contratou ao Estoril. Por isso mesmo, não será uma surpresa completa se virmos o “Chuta-Chuta” como companheiro de William na equipa que subir ao relvado para defrontar o clube da Linha no sábado.

Francisco Geraldes

Jesus já disse que não o considera um “8”, posição que Adrien tradicionalmente ocupa na equipa do Sporting CP. Contudo, a verdade é que Francisco Geraldes foi (juntamente com Daniel Podence) “repescado” em janeiro ao Moreirense, onde estava emprestado desde o início do ano, precisamente na mesma altura em que ocorreu a já referida “debandada” de soluções para o meio-campo leonino. Adicionalmente, também não é menos verdade que foi no miolo do vencedor da edição deste ano da Taça da Liga que Geraldes encantou, se bem que muitas vezes “escudado” por um meio-campo de três elementos. Palavra, por isso, a JJ.

Bryan Ruiz

Para muitos, Ruiz tem feito uma época claramente abaixo das expetativas. Não obstante, o costa-riquenho continua a ser opção regular de Jorge Jesus, que, de resto, o testou a “8” na pré-época. Sendo justos, a verdade é que Ruiz não mais jogou na referida posição, pelo que, provavelmente, o “teste” não correu da melhor forma. Contudo, não deixa de ser um jogador com qualidade técnica e cultura tática suficientes para substituir Adrien e ser o parceiro de William.

Ricardo Esgaio

Tal como Bryan Ruiz, também Ricardo Esgaio já foi testado por Jorge Jesus na posição central do meio-campo. Da direita à esquerda da defesa leonina e, eventualmente, no meio-campo, o jogador de 23 anos que está no Sporting CP desde 2005 é um polivalente do qual Jesus parece não abdicar. Ainda assim, parece mais ser uma solução para a direita da defesa (principalmente depois da saída de João Pereira para a Turquia) do que para o miolo.

Rúben Semedo

O meio-campo não é uma posição totalmente estranha ao habitual companheiro de Coates no centro da defesa leonina. Com a subida de forma de Paulo Oliveira, que aproveitou lesões e castigos para somar minutos de leão ao peito nas últimas semanas, a verdade é que a titularidade do impetuoso central leonino não é, desde há uns tempos, algo certo. Será que Jesus vai apostar no jogador de ascendência cabo-verdiana para proteger o meio-campo e libertar William para tarefas mais ofensivas?

Ryan Gauld

Uma das primeira contratações de Bruno de Carvalho depois de tomar posse como presidente do Sporting CP, Gauld ainda não foi capaz de ser afirmar na principal equipa dos leões. Depois de duas épocas em que somou mais de 60 jogos na equipa B leonina, o jovem escocês de 21 anos foi, no início da época, emprestado ao Vitória de Setúbal. No Sado, não começou a época a titular, mas a verdade é que vinha a somar minutos no final do ano passado, até que o Sporting CP foi eliminado pelo clube setubalense na Taça da Liga. O verniz estalou entre os responsáveis de ambos os emblemas e Gauld, juntamente com André Geraldes, acabou por regressar “à base”, tendo sido reintegrado no plantel de Jorge Jesus mesmo após rumores de um eventual segundo empréstimo ao Desportivo de Chaves. Será que a lesão de Adrien abre nova janela de oportunidade para o jogador formado no Dundee United?

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.