Estudante de doutoramento em Estudo Científico Avançado em Energias e Meio Ambiente em Moçambique, Arminda Uachisso, de 52 anos, classifica que a bolsa para o segundo semestre em Portugal como "uma experiência fantástica" e realçou a sua importância.

"Se não fosse esta bolsa, seria mais complicado estudar em Portugal", disse a bolseira, presente na apresentação, hoje, do Programa Paulo Freire-PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa), na sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.