O dirigente ‘leonino’ foi suspenso devido a declarações sobre o ex-presidente do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), tendo ainda de pagar 1.380 euros de multa.

Punido em virtude de declarações visando Vítor Pereira, em 15 de maio de 2016, no final da I Liga portuguesa, quando acusou o então presidente do Conselho de Arbitragem de ter "marcado profundamente" o desfecho da I Liga, afirmando que "terá a camisola 35".

O diretor-geral do FC Porto, Luís Gonçalves, terá de pagar 2.678 euros de multa devido aos acontecimentos no final da visita ao Vitória de Setúbal, na nona jornada (0-0), a 29 de outubro de 2016, bem como por uma entrevista concedida ao Jornal de Notícias a 01 de novembro do ano passado.

“Em nove jogos, o FC Porto foi prejudicado em oito penáltis”, afirmou então o dirigente ao ‘JN’.

Também o diretor do Sporting de Braga Rui Casaca foi ainda suspenso durante 30 dias e condenado a pagar uma multa de 1.913 euros por palavras dirigidas à equipa de arbitragem.

No mapa de castigos, destaque ainda para a confirmação da suspensão de Felipe por um jogo, depois do central brasileiro dos ‘azuis e brancos’ ter visto o nono cartão amarelo.

[Notícia atualizada às 21h07]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.