Em comunicado, o ministério cabo-verdiano avançou que desde quinta-feira os laboratórios do país analisaram 1.416 amostras e detetaram 195 novas infeções pelo novo coronavírus, dando uma taxa de positividade de 13,8%. 

A cidade da Praia, na ilha de Santiago, continua a ser o principal centro de transmissão da doença, tendo registado mais 87 novos casos, em 410 amostras analisadas nas últimas 24 horas, e tem agora 900 casos ativos.

Ainda na maior ilha do país, há mais casos em Santa Catarina (13), Santa Cruz (07), e um cada em São Domingos e Tarrafal. 

São Vicente é a terceira ilha com mais casos ativos (133) e desde quinta-feira foram mais 32 infeções, de um total de 244 amostras analisadas.

Ainda em São Vicente, as autoridades de saúde contabilizaram mais um óbito, elevando para 189 o total de mortes associadas à doença no país desde o início da pandemia. 

Os restantes casos foram diagnosticados nas ilha do Sal (20), Boa Vista (11), Maio (05), Ribeira Grande de Santo Antão (09), Porto Novo (01), São Filipe no Fogo (03), São Nicolau (05), sendo três na Ribeira Brava e dois no Tarrafal. 

Desde quinta-feira que as autoridades de saúde de Cabo Verde deram alta a mais 68 pessoas, passando a contabilizar um acumulado de 17.870 casos recuperados da infeção. 

Cabo Verde tem agora um total de 19.975 casos positivos acumulados desde o início da pandemia, dos quais há ainda 1.902 casos ativos e oito transferidos. 

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.987.891 mortos no mundo, resultantes de mais de 139 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. 

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

RIPE // LFS

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.