“Estes anos de Conselhos Europeus tão intensos reforçaram a nossa amizade, que é a amizade que existe também entre Portugal e Espanha”, disse António Costa num vídeo com declarações de despedida de uma série de chefes de Estado e de Governo, principalmente europeus e latino-americanos.

As imagens passaram antes do discurso de despedida de Mariano Rajoy no primeiro dia do congresso extraordinário do Partido Popular espanhol, que no sábado vai escolher entre Soraya Sáenz de Santamaría e Pablo Casado quem será o próximo líder da direita espanhola.

Mariano Rajoy foi presidente do Partido Popular durante 14 anos e primeiro-ministro nos últimos sete, desde 2011, até ser afastado em 01 de junho último por uma moção de censura apresentada pelo Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) com o apoio do Unidos Podemos (extrema-esquerda) e de outros partidos mais pequenos, como os nacionalistas bascos e os independentistas catalães.

Rajoy também renunciou ao lugar de deputado, ao qual poderia ter regressado, e apresentou-se ao trabalho no seu antigo posto de funcionário público na conservatória de registo civil de Santa Pola (Alicante) poucos dias depois de sair da chefia do Governo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.