O porta-voz da SATA, António Portugal, explicou à agência Lusa que o voo entre Ponta Delgada e Providence, em Rhode Island, saiu de São Miguel pelas 16:30 locais, com 170 passageiros, mas "cerca de duas horas após a viagem o aparelho regressou a São Miguel", devido "a uma anomalia técnica, entretanto resolvida".

"A primeira informação indicava uma emergência médica, mas depois constatou-se à chegada que era uma anomalia técnica. No regresso a Ponta Delgada a tripulação tinha esgotado o tempo disponível no seu horário de trabalho e o voo foi cancelado", explicou.

António Portugal esclareceu que "muitos dos passageiros regressaram às suas residências, outros ficaram em hotéis", tendo a companhia "dado sempre prioridade a famílias com crianças", mas "não foi possível arranjar alojamento para 37 passageiros que pernoitaram no aeroporto".

"A capacidade hoteleira em São Miguel está esgotada. Alguns passageiros foram inclusive para hotéis no concelho do Nordeste", disse o porta-voz da companhia aérea açoriana, garantindo que a SATA, em colaboração com o aeroporto, "tentou arranjar o maior conforto possível" para os passageiros que ficaram no aeroporto de Ponta Delgada.

Segundo o porta-voz da SATA, foram também disponibilizadas refeições e mantas para os passageiros que pernoitaram no aeroporto, onde estiveram também durante toda a noite funcionários da companhia.

O porta-voz disse que esta foi uma situação que ultrapassa a SATA e que a companhia lamenta.

António Portugal referiu ainda que a ligação já está a ser realizada hoje, mas, "devido a dificuldades no aeroporto de Providence em acolher a aeronave", o avião aterra em Boston, no Massachusetts, Estados Unidos da América, com a SATA a assegurar o transporte dos passageiros entre os dois aeroportos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.