No entanto, ao domingo e à segunda-feira é costume haver um desfasamento dos números de novos casos, uma vez que nem todos os estados federados comunicam os seus dados e os laboratórios realizam menos testes.

Segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI) atualizados à meia-noite, o número de casos positivos desde o início da pandemia no país, em janeiro, ascende hoje a 918.269, com 14.022 vítimas mortais, um aumento de 138 nas 24 horas anteriores.

O RKI calcula que cerca de 603.800 pessoas tenham recuperado da doença e que atualmente haja cerca de 300.400 casos ativos.

A incidência acumulada nos últimos sete dias situa-se em 140,7 casos por cada 100.000 habitantes.

O número de pacientes com covid-19 nas unidades de cuidados intensivos ascendia no sábado a 3.630, dos quais 2.098 – 57% – com respiração assistida, segundo dados da Associação Interdisciplinar Alemã de Cuidados Intensivos.

Há um mês, a 15 de outubro, o número de pacientes em cuidados intensivos situava-se em 655.

Na próxima quarta-feira, a chanceler Angela Merkel reúne-se com os chefes dos governos dos estados federados para tentar chegar a acordo sobre “um grande pacote com as próximas medidas necessárias” para conter a pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.373.381 mortos resultantes de mais de 57,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.824 pessoas dos 255.970 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.