Contactado pela agência Lusa, Alberto Fernandes, responsável pelo Lar de Nossa Senhora do Pranto, em Salto, confirmou que o homem morreu hoje no Hospital de Vila Real, referindo que se tratava de um dos infetados no surto que atingiu a instituição, mas que sofria também de outras patologias.

O utente estava institucionalizado há cerca de 20 anos naquele lar.

Montalegre ativou o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil no dia 02 de outubro, depois de terem sido detetados os primeiros casos positivos no Lar Nossa Senhora do Pranto, onde foram infetados 26 utentes e 15 funcionárias, alastrando-se depois às escolas, bombeiros e particulares.

No surto que atingiu a freguesia de Salto há já duas pessoas recuperadas, uma das quais uma funcionária do lar.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Unidade de Saúde do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Tâmega, divulgado no sábado, o concelho de Montalegre contabiliza 80 casos ativos. Cerca de 70 destes casos foram registados na freguesia de Salto.

Para travar a covid-19, o município implementou medidas como a suspensão das feiras, desfasamento dos horários de trabalho dos funcionários camarários e o encerramento do Castelo.

A Diocese de Vila Real decidiu também “suspender temporariamente as celebrações do culto e outras atividades pastorais nas paróquias do Arciprestado do Barroso (concelho de Montalegre) até que as condições melhorem”.

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Montalegre recomendou que os cafés, restaurantes, bares, cabeleireiros e comércio geral passem a funcionar das 10:00 às 19:00.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.