A repetição das eleições para a Assembleia da República no círculo eleitoral da Europa repetiram-se e o resultado mudou: o PS elegeu dois deputados, Paulo Pisco e Nathalie de Oliveira, e o PSD perdeu aquele que tinha, Ester Vargas.

As eleições realizaram-se pela segunda vez, depois de o Tribunal Constitucional ter ordenado a sua repetição devido a anulação de cerca de 157 mil votos. A polémica já não é nova: em 2019, no círculo eleitoral da Europa (que elege dois deputados), o PSD conseguiu a anulação de 34 mil votos de emigrantes que não tinham colocado a fotocópia do Cartão de Cidadão junto com o subscrito de identificação do eleitor. Na altura, isso garantiu ao PSD a eleição de mais um deputado.

"O sapo e o escorpião" é um podcast produzido pela MadreMedia que todas as semanas trará a discussão dos temas na agenda política ao SAPO24.

Este podcast pode ser ouvido nas plataformas habituais, que pode subscrever aqui:

Gostou de ouvir "O sapo e o escorpião", tem alguma sugestão ou pergunta para nós ou para os nossos convidados? O seu feedback é importante. Estamos "à escuta" no e-mail osapoeoescorpiao@madremedia.pt .

Desta vez o imbróglio tomou outras proporções e, apesar do acordo de cavalheiros feito entre PS e PSD, foram os partidos mais pequenos e até sem assento parlamentar - Volt, depois também o Chega, o PAN, o Livre e o MAS - que mudaram o curso da história, recorrendo para tribunal, enquanto os grandes assistiam da bancada. Os pormenores são kafkianos.

Agora, PS e PSD garantem estar dispostos a mudar a lei e a retirar todos os obstáculos que levam a que uma grande maioria dos atuais 1,5 milhões de eleitores a residir no estrangeiro (que votam pelos círculos da Europa e de fora da Europa, elegendo um total de quatro deputados), possam, democraticamente, exercer o seu direito de voto. E não só.

Uma conversa com Paulo Pisco e Ester Vargas, cabeças-de-lista pelo círculo eleitoral da Europa do PS e PSD, respetivamente, e também com Céu Mateus, professora catedrática de Economia da Saúde na Lancaster University e, por isso, eleitora a viver no Reino Unido.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.