"O Bloco de Esquerda tem uma vitória se eleger dois deputados. É uma grande vitória se eleger dois [eurodeputados]", disse Francisco Louçã num comentário televisivo na SIC.

De acordo com as sondagens televisivas, o BE terá entre 8,5% e 12,1%, elegendo dois a três eurodeputados, uma subida face ao único mandato que atualmente detém, o da cabeça de lista Marisa Matias.

No entanto, o antigo fundador do BE considerou que ainda se está "longe de poder olhar para números com os quais o país medite".

Francisco Louçã, que foi coordenador do BE entre 2000 e 2012, referiu-se ainda à possível vitória do PS, que de acordo com as sondagens televisivas venceu as eleições europeias de hoje, com uma percentagem de votos entre os 30% e os 34%.

"Se o PS tiver um resultado na percentagem inferior é assustador. Se tiver na percentagem superior é uma grande vitória", disse o economista na SIC.

O antigo coordenador do BE considerou ainda os resultados de hoje como "uma amostra um pouco distorcida" do que podem ser as legislativas de outubro, e que devem ser vistos "com muita cautela".

Perante os resultados do CDS-PP, Louçã disse ainda que os centristas, com os resultados de hoje, perderiam "o efeito Cristas" e "a capacidade de disputar com o PSD" espaço eleitoral, "depois de uma campanha muito agressiva do ponto de vista ideológico".

De acordo com as sondagens televisivas, o CDS-PP terá entre 4,7% e 7,6%, elegendo entre um ou dois eurodeputados.

Francisco Louçã referiu-se ainda a um "resultado pesado" para o Aliança, que de acordo com as sondagens televisivas não elegeu nenhum eurodeputado.

Sobre o PAN, o antigo responsável bloquista disse que o partido "pode representar um espaço político próprio". "Se o consolida, veremos", acrescentou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.