A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, em comunicado enviado à agência Lusa, explicou que os dois alegados traficantes foram detidos ao final da tarde de sexta-feira, após “transbordo de droga no rio Guadiana”, tendo sido presentes hoje ao Tribunal Judicial de Tavira.

Por decisão do tribunal, ambos saíram em liberdade, um deles sujeito a apresentações quinzenais no posto policial da sua área de residência e proibição de se ausentar do concelho onde mora e o outro sob termo de identidade e residência.

Os homens foram detetados no âmbito de uma ação de vigilância que visava o controlo da fronteira marítima, a cargo do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Vila Real de Santo António.

“Os militares detetaram uma pequena embarcação vinda de Espanha, que navegou até à margem portuguesa e terá passado um volume para dois homens que se encontravam em terra”, sendo que, “após a transação, a embarcação dirigiu-se novamente para a margem espanhola”, pode ler-se no comunicado policial.

A Guarda considerou tratar-se de “uma ocorrência suspeita” e, “de imediato, foram acionados os meios para se proceder à abordagem da viatura em que os suspeitos se faziam transportar”.

“Pouco depois e ainda nas imediações do local do transbordo, foi intercetada e abordada a viatura com os dois ocupantes no seu interior”, acrescentou a Unidade de Controlo Costeiro.

Na operação, além do quilo de haxixe e das 148 doses de cocaína, os militares apreenderam ainda dois telemóveis, a viatura, uma soqueira, um bastão de madeira e 100 euros em numerário.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.