A empresa prevê "possíveis perturbações em todos os serviços", entre hoje e 30 de junho, "nomeadamente atrasos e supressões de comboios", lê-se numa nota da CP.

CP - Comboios de Portugal informa ainda que os clientes que já tenham bilhete para os comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Internacional, InterRegional e Regional "será permitido o reembolso no valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação, sem custos".

Os pedidos de reembolso devem ser apresentados no site da empresa ou nas bilheteiras até dia 10 de julho.

Os clientes poderão obter mais informações sobre a circulação através da página online da empresa ou da linha de atendimento (808 109 110, com custo de uma chamada para a rede fixa nacional), segundo a CP.

Bilheteiras com novas greves

Os trabalhadores das bilheteiras da CP voltam a fazer greve a 12 e 23 de junho, ambas de 24 horas, mas a primeira realiza-se a sul de Pombal e a segunda a norte de Pombal.

"A administração da CP e as tutelas continuam indiferentes ao brutal aumento do custo de vida, com uma taxa de inflação de 7,2% [em abril], que poderá ser superior a 10%, isto significa que num salário de 1.000 euros os trabalhadores perdem 72 euros mês, se for de 10%, significa que os trabalhadores vão perder 100 euros mês", disse esta segunda-feira à Lusa o dirigente do SFRCI Luís Bravo.

Segundo o sindicalista, tudo somado pode levar a uma redução do poder de compra até 25%, ou seja, um quarto do salário e "os trabalhadores não aceitam continuar a empobrecer".

Os trabalhadores das bilheteiras queixam-se igualmente de "condições de trabalho deploráveis", em várias estações sem climatização e em instalações com mobiliário desadequado e velho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.