Segundo despacho publicado hoje em Diário da República, Luís Chaby Vaz foi designado presidente do ICA para os próximos cinco anos, na sequência de um concurso público ao qual concorreram 16 pessoas, tendo sido escolhidos três candidatos finalistas.

Luís Chaby Vaz tinha sido nomeado presidente do ICA em maio de 2017, depois da saída de Filomena Serras Pereira .

Maria Mineiro foi nomeada vice-presidente do ICA, em substituição de Ana Costa Dias, tendo sido depois designada também para o cargo, num concurso público que decorreu de forma mais célere do que o de presidente do ICA.

A direção do ICA mudou em maio de 2017 no meio de uma polémica e muito criticada negociação sobre uma nova regulamentação da lei do cinema e audiovisual, entretanto aprovada.

Um mês depois de assumir o cargo, em junho de 2017, Luís Chaby Vaz disse em entrevista à agência Lusa que um dos objetivos do mandato seria ultrapassar "pequenas questões de beligerância" no setor e reforçar o papel de liderança do organismo.

Na altura, traçou ainda duas prioridades: ter aprovada a alteração da regulamentação da lei do cinema, que entrou em vigor em abril deste ano, e definir um plano estratégico alargado pelo menos a oito anos, ainda por anunciar.

Segundo a Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública, os três finalistas ao cargo de presidente do ICA foram Luís Chaby Vaz, Jorge Veríssimo e Teresa do Passo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.