“O concelho da Povoação foi o que registou mais ocorrências: seis derrocadas, que obstruíram parte da via”, revelou, em declarações à Lusa, fonte oficial da Proteção Civil dos Açores.

No concelho da Ribeira Grande, também se registou uma derrocada, que obstruiu “totalmente a via”, sendo a circulação rodoviária possível apenas por um caminho alternativo.

Neste concelho, na freguesia da Matriz, verificou-se ainda uma pequena inundação numa residência e uma inundação na via pública.

No concelho de Vila Franca do Campo, a Proteção Civil dos Açores registou três ocorrências, devido a “pequenas inundações em habitações por transbordo de esgotos”, enquanto em Ponta Delgada houve uma “pequena derrocada que ocupou parte da via”.

Durante a manhã, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores já tinha sido chamado a intervir numa inundação no refeitório da Escola Básica e Integrada das Angústias, na ilha do Faial.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) mantém até às 6:00 de quarta-feira (7:00 em Lisboa) as ilhas do grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) sob aviso amarelo, devido às previsões de precipitação, por vezes forte, acompanhada por trovoada.

As ilhas do grupo central (Terceira, São Jorge, Graciosa, Faial e Pico) estiveram sob o mesmo aviso até às 18:00 de hoje.

Na segunda-feira, a Proteção Civil tinha registado 10 ocorrências nas ilhas das Flores, Graciosa, Pico, Terceira e São Jorge, sendo a de maior dimensão uma derrocada na estrada de acesso à Fajã do Ouvidor, em São Jorge, que levou à interdição temporária do trânsito rodoviário.

Segundo fonte oficial da Proteção Civil dos Açores, “a via foi parcialmente desobstruída e já conseguem passar viaturas ligeiras”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.