O Governo Regional da Madeira investiu 480 mil euros neste programa que contribuiu, segundo números da secretaria do Turismo e Cultura, para uma ocupação hoteleira de 76%.

Segundo o secretario regional do Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, aquela taxa representa cerca de 25 mil turistas na hotelaria convencional, que não tem em conta o alojamento local.

O presidente do executivo madeirense, Miguel Albuquerque foi um dos muitos espetadores do cortejo tendo considerado o Carnaval na Madeira um evento "popular, lúdico e económico" que "traz muito turismo à região".

"E este ano estamos aqui com um tempo do Rio de Janeiro", acrescentou.

"O Carnaval tem tido muita eficácia na promoção turística da Madeira", disse Miguel Albuquerque, adiantando que, para a Festa da Flor, "está quase todo cheio".

O cortejo teve este ano o tema "Carnaval em Fantasia" e integrou 13 trupes que percorreram as avenidas que compõem a marginal do Funchal, desde a zona da rotunda do Porto do Funchal (Harvey Foster), passando pela Sá Carneiro, a Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses, terminando na Praça da Autonomia.

O corso abriu com o carro de João Egídio, apostando nos elementos característicos da região como o vinho, o bordado, as flores e apresentando o projeto "Fantasia Colorida".

Seguiram-se os Cariocas apresentando "Há 40 anos, Rei da Fantasia!", o grupo Caneca Furada com "Disco", os Geringonça mostraram "Uma Noite de Circo", os Fura-Samba trouxeram "Era Uma Vez um Anjo, a associação Animad com "Spolight" e a Turma do Funil apostou no projeto "Da Magia à Diversão".

O agrupamento Império da Ilha recordou que "A Vida São Dois Dias? o Carnaval São Três", a trupe Fitness Group dançou o "Sonho", os Sorrisos da Fantasia andaram na "Magia da Selva", a associação de Animação e Tramas e Enredos idealizou uma "Madeira Cósmica", os Sweet Dancers desfilaram subordinados ao tema "One World, One Love" e os Dance Flavourz a "Fantasia da Pérola do Atlântico".

As trupes encheram a marginal de cor, luz, música e muita alegria, depois de, sexta-feira, devido à chuva, a secretaria do Turismo madeirense ter cancelado o desfile das crianças e o desfile solidário

O programa de Carnaval do Governo da Madeira termina na terça-feira com o tradicional "cortejo trapalhão", no âmbito do qual os foliões dão "asas à sua imaginação".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.