“Resgatámos 29 corpos entre a noite de ontem [sexta-feira] e a manhã de hoje e conseguimos salvar sete pessoas”, disse à agência France Presse (AFP) o porta-voz dos bombeiros do estado de Kano, Saminu Abdullahi, indicando que “a maioria das vítimas têm entre oito e 15 anos”.

As autoridades, disse, estão ainda a realizar buscas com o objetivo de encontrar as 13 pessoas que se encontram desaparecidas.

A embarcação naufragada estava sobrelotada, uma vez que podia “transportar apenas 12 pessoas”, mas o comandante permitiu que entrassem a bordo “um número significativo de crianças”, disse o porta-voz, indicando que entraram a bordo mais de 35 pessoas adicionais.

As crianças eram estudantes na escola islâmica de Badau e iam assistir a uma cerimónia religiosa para assinalar o aniversário do profeta Maomé na cidade de Bagwai, na outra margem do rio.

Em novembro foi noticiada a morte de sete raparigas devido ao naufrágio do barco em que seguiam, no estado vizinho de Jigawa.

Os naufrágios são frequentes nos rios da Nigéria, devendo-se na sua maior parte a sobrelotação, falta manutenção, desrespeito pelas regras de segurança e também ao mau tempo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.