As forças especiais da polícia alemã revistaram a antiga escola que o jovem frequentava e a sua casa, depois de terem recebido indicações de que estava a planear um “crime”, afirmaram as fontes policiais em comunicado.

Segundo o ministro do Interior de Renânia do Norte-Vestfália, Herbert Reul, na casa do adolescente foram encontrados materiais para fabricar um dispositivo capaz de detonar, porém sem ainda a carga explosiva.

O jovem também tinha uma arma de fogo de fabricação caseira no domiciliário e um arco de flechas, afirmou Reul numa conferência, em que acrescentou que a polícia evitou possivelmente “um pesadelo”.

As autoridades procederam a uma busca na casa do suspeito e na respetiva escola depois de terem recebido informações de que o jovem tinha confessado a uma testemunha a intenção de plantar explosivos num dos locais.

As circunstâncias do possível ataque ainda estão por ser apuradas, mas vários meios de comunicação alemães, citando fontes governamentais regionais, mencionaram que o jovem de 16 anos corresponde a “um suspeito neonazi”.

Na vivenda em que habita foram encontrados ainda textos com elementos xenófobos e antissemitas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.