A decisão, que vigora até pelo menos 12 de agosto, foi aprovada na reunião de hoje do Conselho de Ministros que analisou a situação epidemiológica no país e aprovou o decreto com as medidas a implementar no novo período de estado de emergência, entre 01 e 30 de agosto.

“Mantêm-se as medidas de execução da anterior declaração do estado emergência, nomeadamente, a obrigatoriedade de todos os indivíduos residentes em Timor-Leste manterem uma distância de, pelo menos, um metro relativamente a outros indivíduos com os quais não vivam em economia comum”, refere o Governo em comunicado.

“Continuam também obrigados a utilizar máscara facial que cubra o nariz e a boca quando tenham que aceder ou permanecer em recintos públicos ou privados de utilização coletiva e a higienizar as mãos quando pretendam entrar em estabelecimentos comerciais, industriais ou de prestação de serviços ou em edifícios onde funcionem serviços da administração pública. Todas as pessoas continuam também obrigadas a evitar a formação de aglomerações na via pública”, pode ler-se no documento.

No que toca às cercas sanitárias, continuam a ser restringidos os movimentos de entrada e saída nas duas regiões, sendo que a medida não se aplica “aos indivíduos que comprovem a vacinação completa (duas doses) contra a covid-19, bem como os menores de seis anos que os acompanhem”.

O município timorense de Ermera, a sul da capital Díli, tornou-se na nova zona de preocupação da transmissão da covid-19, registando mais de 80% dos novos casos e a incidência mais elevada do país.

Dados do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) indicam que nas últimas 24 horas a região registou 123 dos 148 novos casos registados em todo o país, com o total de casos ativos a subir para 237, ou quase um terço do total em Timor-Leste.

No comunicado diário de dados, o CIGC refere que a taxa de incidência em Ermera é agora de 18,8 casos por 100 mil habitantes, ou cinco vezes a média nacional que é atualmente de 3,6 casos por 100 mil habitantes.

Nas últimas 24 horas, em que se realizaram mais de 1.200 testes, Timor-Leste registou 66 recuperações com o total de casos ativos a subir para 736 (dos quais 296 em Díli) e o total acumulado desde o início da pandemia a subir para 10.535.

Em termos da vacinação, um total de 277.953 pessoas (36,8% dos maiores de 18 anos) já receberam a primeira dose e 89.286 pessoas (11,83%) já completaram a vacinação.

Em Díli já receberam a primeira dose 133.016 pessoas (62,2% dos maiores de 18 anos) e têm a vacinação completa 75.889 pessoas ou 35,5%.

Já em Ermera, apenas estão vacinadas com a primeira dose 12,4% da população com mais de 18 anos e 1,39% têm a vacinação completa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.