De acordo com o 'Público', os dois casos são um aluno e um trabalhador de uma empresa concessionária.

No segundo caso, este "foi identificado porque a escola testou todos os colaboradores antes do início das aulas, incluindo externos", explicou fonte da instituição ao jornal. "Esse caso não chegou a ter qualquer contacto com os alunos", asseguraram os responsáveis.

Já o aluno "foi contagiado durante as férias, num contacto social externo à escola". "Tivemos conhecimento do resultado positivo do seu teste este sábado", relataram numa nota por escrito à publicação.

DGS publica orientações. Escolas já sabem quais as medidas para atuar em caso de infeção por Covid-19
DGS publica orientações. Escolas já sabem quais as medidas para atuar em caso de infeção por Covid-19
Ver artigo

No caso do funcionário da empresa concessionária, "ficaram de quarentena preventiva todos os que tiveram contacto com ele durante a preparação da reabertura". No que respeita ao aluno, que a escola diz ter estado "presente apenas no primeiro dia de aulas, tendo tido apenas a aula inicial com o director de turma", a delegada de saúde da área "decidiu que os alunos que possam ter tido contacto com este caso devem ficar em casa preventivamente e ser acompanhados pelo SNS".

Esses alunos, que correspondem a três turmas, "iniciaram aulas em regime de ensino à distância hoje de manhã às 8h, conforme previsto no seu horário regular".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.