O Paços de Ferreira está à procura um novo treinador. O clube da Capital do Móvel rescindiu, no início desta noite, com Carlos Pinto,

O acordo de revogação do contrato, com o treinador português de 43 anos, foi feito por mútuo acordo e anunciado através de um comunicado oficial publicado no site do clube.

Sem uma justificação oficial, tudo aponta para que os maus resultados estejam na origem do 'divórico' entre Carlos Pinto e o Paços Ferreira. A eliminação prematura da Taça de Portugal - perdeu por 1-0 frente ao Vilafranquense - e a 15ª posição na Liga NOS - muito diferente do 6º lugar ocupado em igual jornada da época passada -, terão precipitado a rutura de contrato com treinador.

Esta é a sexta chicotada psicológica em clubes do primeiro escalão do futebol profissional português. O ex-treinador dos pacenses junta-se a Erwin Sanchez (Boavista), Pepa (Moreirense), Julio Velázquez (Belenenses), Nuno Capucho (Rio Ave) e Paulo César Gusmão (Marítimo) no lote de treinadores que deixaram o comando das suas equipas neste início de época.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.