O britânico, que fez a última volta com o pneu dianteiro esquerdo furado, deixou o holandês Max Verstappen (Red Bull) a 5,856 segundos e o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) a 18,474 segundos, conquistando a 87.ª vitória da carreira, estando a quatro do recorde do alemão Michael Schumacher.

Enquanto Hamilton conseguiu manter a sua posição até o final do Grande Prémio inglês, o seu companheiro de equipa, Valtteri Bottas, não teve a mesma sorte. A duas voltas do fim, quando era o segundo classificado, um dos pneus do Mercedes não resistiu ao desgaste, o que fez com que o finlandês terminasse a prova na 11ª posição, sem amealhar quaisquer pontos.

Com estes resultados, Hamilton soma 88 pontos, tendo, agora, 30 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), que não foi além do 11.º lugar depois de sofrer um furo nas voltas finais. Max Verstappen, que somou um ponto extra por ter feito a volta mais rápida, é terceiro, com 52 pontos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.