“É aqui que quero estar, onde quero ganhar corridas, pódios e o campeonato”, disse Lando Norris, de 22 anos, que chegou à McLaren em 2017, como piloto de reserva, e se estreou no Mundial de F1 em 2019.

A progressão do piloto tem sido constante, melhorando de 11.º em 2019 para sexto da geral na última temporada, com destaque para quatro pódios, a primeira ‘pole position’ na carreira e 31 voltas como líder de um grande prémio.

“A temporada passada foi um passo em frente, tanto na minha carreira quanto no desempenho da equipa. Vejo que todo o trabalho, investimento e empenho da equipa está voltado para poder lutar por vitórias e títulos no futuro”, acrescentou.

A McLaren terminou em quarto no campeonato de construtores em 2021, com o piloto australiano Daniel Ricciardo, que renovou por mais duas temporadas, como colega de equipa de Lando Norris.

“Na McLaren, temos metas muito ambiciosas para o futuro, queremos voltar a uma posição em que lutamos regularmente por vitórias e pelo campeonato”, disse o chefe de equipa britânica, o alemão Andreas Seidl.

Para Andreas Seidl, a renovação com o piloto inglês “é um grande compromisso da parte da Mclaren”, que acredita “fortemente no talento de Lando” e que ele possa “ser um elemento chave para alcançar este objetivo”.

Lando Norris ainda não venceu um grande prémio, em 60 partidas, mas já subiu cinco vezes ao pódio e conquistou a primeira ‘pole position’ da carreira no final de setembro de 2021, em Sochi, na Rússia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.