Segundo disse à agência AFP um porta-voz do clube inglês, que estava a ser investigado desde 11 de janeiro, não haverá contestação às acusações apresentadas pela FA.

O City é acusado pela federação de, por três vezes, não ter fornecido corretamente os dados relativos a sessões de treino e domicílio de jogadores, essenciais para que estes possam ser controlados a qualquer momento.

Segundo a imprensa britânica, o clube incorre agora apenas em multa. O caso passa para a comissão de disciplina da FA antes de 10 de fevereiro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.