O internacional português Bernardo Silva foi ‘poupado’ pelo treinador Pep Guardiola e começou a partida no banco de suplentes dos ‘citizens’, que se adiantaram no marcador aos 20 minutos, por intermédio do argentino Sergio Agüero.

O espanhol Rodri dilatou a vantagem do City, aos 30 minutos, antes de o tanzaniano Mbwana Samata reduzir para os ‘villans’, em cima do intervalo, aos 41.

Já com Bernardo Silva em campo, ‘lançado’ aos 77 minutos para o lugar do espanhol David Silva, acabou por ser o guarda-redes do City, o brasileiro Ederson, a brilhar nos instantes finais da partida, desviando um cabeceamento adversário para o poste e evitando o tento da igualdade, aos 88.

O Manchester City, que já tinha conquistado as duas edições anteriores da prova, arrecadou a sétima Taça da Liga inglesa da sua história, estando agora a apenas um triunfo de igualar o recordista de troféus, o Liverpool, que soma oito.

O Aston Villa, que tinha sido finalista pela última vez em 2010, soma cinco troféus conquistados, o derradeiro em 1996.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.