Apesar de ter perdido com o russo Karen Khachanov na final do Masters 1000 de Paris, Djokovic já tinha assegurado o regresso a número um mundial, posto em que não estava desde 31 de outubro de 2016.

Assim, Nadal, que abandonou a prova parisiense, caiu para o segundo posto, com o suíço Roger Federer, eliminado nas meias-finais por Djokovic, a manter-se no terceiro lugar.

Entre os portugueses, João Sousa, que foi eliminado pelo sérvio na segunda ronda em Paris, subiu três lugares, para 45.º, enquanto Pedro Sousa, que vem da sua segunda derrota consecutiva em finais de 'challengers', desta feita em Guayaquil (Equador), subiu 10 postos, para 114.º.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.