Uma jogada bem trabalhada no flanco direito pela seleção escandinava deixou o médio Andreas Skov Olsen liberto na linha de fundo para cruzar para as costas da defesa holandesa, onde surgiu Eriksen com um remate imparável, de primeira, a fazer a bola entrar no ângulo superior esquerdo da baliza.

O médio sueco, de 30 anos, atual jogador dos ingleses do Brentford, estava ausente de uma convocatória da seleção dinamarquesa há cerca de nove meses, 287 dias após o enorme susto que causou no Euro2020 durante a partida frente à Finlândia, em Copenhaga, e entrou a seguir ao intervalo a substituir Jesper Lindstrom, sob uma ovação de todo o estádio Johan Cruyff Arena.

Dois minutos volvidos fez o segundo golo da Dinamarca, que colocou o resultado em 3-2 favorável aos holandeses, os quais, todavia, acabariam por ampliar a vantagem e fixar o resultado final em 4-2, por Steven Bergwijn, aos 71, ‘bisando’, depois de ter inaugurado o marcador aos 16.

A Dinamarca ainda chegou ao empate quatro minutos depois, aos 20, pelo central Jannik Vestergaard, mas outro central, desta vez o holandês Nathan Aké, dos ingleses do Manchester City, recolocou os Países Baixos na frente do marcador, aos 29, vantagem que seria ampliada para 3-1, antes do intervalo, por Memphis Depay.

Não obstante a vitória holandesa, a figura da noite foi Christian Eriksen, que está a viver uma espécie de segunda vida desportiva, depois de ter sido convocado por Kasper Hjulmand para o duplo compromisso da seleção dinamarquesa, mas esteve em dúvida para este encontro nos Países Baixos por estar ainda a recuperar de uma infeção por covid-19, acabando, porém, por integrar o lote de convocados.

Noutro jogo particular, a seleção espanhola venceu a Albânia por 2-1, na Catalunha, com golos de Ferrán Torres, aos 75 minutos, e Dani Olmo, aos 90, a dar o triunfo a ‘nuestros hermanos’, depois da Albânia ter empatado aos 85, por Myrto Uzuni.

O jogador do Sporting Pablo Sarabia foi titular na seleção espanhola, tendo sido substituído aos 63 minutos, por Carlos Soler.

A Alemanha, com o benfiquista Julian Weigl a titular, recebeu e venceu hoje Israel por 2-0, com golos da dupla de avançados do Chelsea, de Inglaterra, Kai Havertz e Timo Werner, aos 36 e 45+1 minutos, em jogo particular, enquanto a Inglaterra derrotou a ‘visitante’ Suíça por 2-1, mas esteve a perder devido a um golo de Breel Embolo, aos 22, dando a volta ao resultado graças aos golos de Luke Shaw e Harry Kane, aos 45+1 e 78.

De destacar, ainda, o empate a dois golos entre a República da Irlanda e a Bélgica, em Dublin, com os belgas a inaugurarem o marcador aos 12 minutos, por Michy Batshuayi, e os irlandeses a responderem com o empate aos 35, pelo avançado Chidozie Ogbene.

Na segunda parte, a Bélgica retomou a dianteira no marcador com um golo do médio Hans Vanaken, mas a seleção da casa responderia com o 2-2 aos 85, através do médio Alan Browne.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.