A partida dos quartos de final acabou 0-0 e foi decidida nas grandes penalidades a favor dos holandeses, com Van Persie a recusar-se a ser substituído no prolongamento, por querer marcar um dos penáltis.

"Quando acabou o prolongamento, juntámo-nos todos e de repente deu-me uma bofetada. Logo de mão aberta, deu-me umas palmadas e disse-me para nunca mais fazer aquilo", contou o antigo avançado de Manchester United e Arsenal, em declarações que constam de uma biografia sobre o técnico.

Van Persie marcou um dos penáltis dos ?quartos', mas nas meias-finais, com a Argentina, foi substituído no prolongamento e não voltou a estar na decisão final, após novo nulo, e a Holanda foi eliminada, acabando o torneio em terceiro lugar após bater o anfitrião Brasil (3-0).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.