Depois dos golos de Bruno Duarte, aos dois minutos, e de Mikel Agu, aos cinco, numa primeira parte que dominou totalmente, a formação vimaranense chegou à goleada no segundo tempo, com os tentos de Tapsoba, de penálti (64), de João Carlos Teixeira (77) e de Léo Bonatini (81), após Silvestre Varela ter falhado um penálti, que poderia dar o 2-1 (60).

Com este resultado 'gordo', a equipa minhota encerrou um ciclo de quatro derrotas consecutivas em todas as provas oficiais e subiu provisoriamente ao quarto lugar do campeonato, com 15 pontos, ao passo que a equipa treinada por Pedro Ribeiro voltou a perder após dois triunfos e ocupa o 14.º posto, com oito.

A equipa anfitriã 'empurrou' o Belenenses SAD para a sua área mal soou o apito inicial e precisou apenas de dois minutos para se adiantar no marcador, num ataque rápido: Bruno Duarte, isolado por Marcus Edwards, rematou cruzado, fora do alcance de André Moreira.

Com seis novidades face à equipa titular no jogo anterior, com o Sporting (derrota por 3-1) - Douglas, Rochinha, Pedro Henrique, João Carlos Teixeira, André Pereira e Bruno Duarte -, os vimaranenses marcaram de novo aos cinco minutos: Mikel Agu bateu André Moreira com um 'disparo' rasteiro e cruzado de fora da área.

Obrigado a recuperar de uma desvantagem de dois golos, o Belenenses SAD, que se apresentou em campo com o lateral Diogo Calila em vez do médio Show, teve bola durante a primeira parte, mas só incomodou realmente o adversário em lances de bola parada, como aquele em que Tomás Ribeiro falhou a 'emenda' ao segundo poste, aos 39 minutos.

Mesmo sem o 'pé no acelerador', os vimaranenses controlaram a partida até aos 45 minutos, tendo ainda criado duas ocasiões para dilatar o resultado: um cabeceamento de João Carlos Teixeira ao lado, aos 32, e uma tentativa de 'chapéu' de Rochinha, que passou a centímetros do poste direito da baliza contrária, aos 45+1.

Com as entradas de André Sousa e de Marco Matias após o intervalo, o Belenenses SAD trocou melhor a bola no início da segunda parte, fez a primeira ameaça à baliza por Robinho (57 minutos) e, na sequência de uma mão de Tapsoba, desperdiçou um penálti - Silvestre Varela atirou por cima, aos 60.

Quatro minutos depois foi a vez de a equipa da casa beneficiar de um penálti, cometido por Francisco Varela sobre Marcus Edwards, e Tapsoba, numa conversão indefensável para André Moreira, apontou o terceiro golo na prova.

Com a partida totalmente sobre controlo, os vimaranenses ainda chegaram a goleada por intermédio de João Carlos Teixeira, que marcou após fintar o guarda-redes adversário, e por Léo Bonatini, que se limitou a atirar para a baliza deserta, após contra-ataque.

(Artigo atualizado às 22:34)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.