"A ministra teve a amabilidade de me receber, trocamos impressões sobre as relações bilaterais entre Moçambique e a Guiné-Bissau, que são excelentes. Há espaço para aprofundar as relações económicas entre os dois países e vamos continuar a trabalhar neste processo", afirmou Manuel Gonçalves.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros moçambicano falava à Lusa no final de um encontro com a chefe da diplomacia guineense, Suzi Barbosa.

Manuel Gonçalves deslocou-se a Bissau para participar na 14.ª reunião de ordenadores nacionais dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste para discutir o futuro da cooperação com a União Europeia.

A governação económica e financeira, o Estado de direito e a geração de emprego na área da cultura vão ser as três grandes áreas da futura cooperação entre a União Europeia e os PALOP e Timor-Leste.

"São áreas que de facto são prioritárias", afirmou o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros de Moçambique, que tem a coordenação permanente da cooperação PALOP e Timor-Leste com a União Europeia.

MSE // LFS

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.