O rover da agência espacial norte-americana aterrou na cratera Jezero do planeta vermelho para manter a busca por água e sinais de vida neste astro. Para tal, teve que ultrapassar os chamados "sete minutos de terror" que consistiram na entrada, descida e pouso neste planeta. Saiba mais aqui.

A aterragem da “Perseverance” (“Perseverança”), uma missão não tripulada da Administração de Aeronáutica e Espaço (NASA), foi transmitida nas redes sociais Twitter e YouTube e também na página oficial da NASA na internet, desde as 19:15 em Lisboa.

As operações estiveram a ser coordenadas a partir do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em La Cañada Flintridge, na Califórnia (Estados Unidos).

O sinal proveniente de Marte demorou pouco mais de dez minutos a chegar à Terra, ou seja, quando a equipa responsável pela coordenação da aterragem da “Perseverance” recebeu a informação de que o robô tinha aterrado, o aparelho já estaria há vários minutos no solo.

A aterragem foi na cratera de Jezero.

A entrada na atmosfera de Marte ocorreu às 20:48 em Lisboa e foi o ponto sete de uma lista com mais de 35 requisitos imprescindíveis para que a aterragem ocorresse sem quaisquer problemas e que estava a ser monitorizada ao segundo.

A fase final do processo demorou cerca de sete minutos.

O momento da aterragem foi aplaudido pela equipa que dirigiu as operações.

As amostras recolhidas não deverão chegar à Terra antes do início da próxima década.

As primeiras imagens do solo foram captadas segundos após a aterragem da “Perseverance”, que leva a bordo vários protótipos, entre os quais o pequeno helicóptero “Ingenuity”, que vai fazer o primeiro teste de voo controlado de uma aeronave no planeta.

A NASA também vai testar o Mars Oxygen In-Situ Resource Utilization Experiment (MOXIE), cujo objetivo é criar oxigénio a partir do dióxido de carbono presente na atmosfera de Marte.

A “Perseverance” é a mais recente missão da NASA para recolha de amostras e para analisar Marte, depois do “Curiosity” (“Curiosidade”), que aterrou em agosto de 2012.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.