A decisão surgiu após os produtores norte-americanos se terem recusado a cortar a cena na qual é apresentado o desenho de um mapa que descreve grande parte daquelas águas, ricas em recursos, como território chinês.

O Vietname já havia retirado das salas de cinema a produção norte-americana.

As reivindicações de Pequim sobre o Mar do Sul da China conflituam com as do Vietname, Malásia e outros governos asiáticos.

A distribuidora de filmes United International Pictures indicou na segunda-feira que "decidiu não efetuar o corte exigido pelo conselho de censores da Malásia e, como tal, não poderá lançar o filme na Malásia", previsto para 7 de novembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.