Desde julho de 2006 que nenhuma estação de televisão conseguia superar as audiências da TVI. Agora, após 12 anos e meio depois (e dois meses depois da chegada de Cristina Ferreira a Paço de Arcos, numa das transferências mais mediáticas da televisão portuguesa), a SIC ultrapassou a estação de Queluz.

Em fevereiro, “o canal manteve a tendência de subida das audiências, que se verifica acentuadamente desde o último trimestre de 2018, quando passou a liderar as tardes dos dias úteis”, afirma o grupo Impresa em comunicado.

Durante o segundo mês de 2019 a SIC conseguiu uma audiência média de 18,6%, resultado de programas como “Casados à Primeira Vista”, “Júlia” ou a telenovela “Gabriela”.

Nas manhãs a estação de Carnaxide foi implacável e liderou sempre as audiências com “O Programa da Cristina”. Nas tardes o domínio da SIC também foi superior com maiores audiências com o programa de Júlia Pinheiro e “Linha Aberta”, durante a semana, e João Baião ao fim de semana.

A constante liderança traduziu-se num share de 22,1% em fevereiro para a SIC, em comparação aos 21% da TVI e os 16,3% da RTP.

“Decorridos dois meses de 2019, a SIC é a única a crescer em relação ao ano anterior, passando de um share total de 16,5% para um share médio de 18,6%. Também este ano a SIC reforça a liderança de há vários anos nos targets comerciais e em fevereiro vê confirmada pelos resultados, a liderança global das audiências, sendo, por isso, televisão preferida dos portugueses”, pode ler-se no comunicado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.