Quem não estiver familiarizado com as suas origens só tem de dar um pulinho ao nosso artigo, mas num resumo rápido podemos acrescentar que se trata de uma dramedy que desde que estreou na Apple TV+, em agosto de 2020, tem vindo a conquistar a crítica, muitos prémios (11 Emmys) e o público.

Ainda não subscreveste o nosso podcast? Estamos no Spotify, na Apple Podcasts e no Google Podcasts.

Ao subscreveres garantes que não voltas a perder os próximos episódios e novidades! ;)

E já que aqui estamos, fazemos também um pequeno pedido: deixa críticas e reviews nas plataformas. Nós agradecemos e todo o feedback é bem-vindo!

Na sua essência, a série gira em torno da personagem principal, Ted Lasso, um treinador de futebol americano (o da bola oval) contratado para gerir uma equipa de futebol (de bola redondinha no pé) em Inglaterra a passar por dificuldades. Ou seja, Ted sai dos Estados Unidos para abraçar o desafio de treinar uma equipa na liga mais popular do mundo apesar de não ter qualquer experiência no desporto ou a mínima noção da cultura do Reino Unido — nem sequer sabe o que é um fora de jogo ou as regras básicas do nosso futebol.

No entanto, através de muita atitude positiva, humor e uma crença inabalável no trabalho de equipa e na empatia, Ted conquista rapidamente tudo e todos (jogadores, jornalistas, adeptos e até a sua Chefe, que o contratou para fazer pirraça ao ex-marido e para falhar) os que gravitam à volta do AFC Richmond, o seu novo clube (fictício mas com uma camisola a sério da Nike à venda).

  • "Ted Lasso" continua a ser a série mais popular do serviço de streaming da maçã, superando outros sucessos da plataforma como "Severance" ou de "The Morning Show", respetivamente em segundo e terceiro lugar, no Top 10 das preferências dos subscritores.

O fenómeno explica-se facilmente: o forte de "Ted Lasso" não é a componente desportiva e o futebol. O seu grande apelo está na forma inteligente e humana como a série trata as suas personagens e os seus problemas (que vão do divórcio à saúde mental, de familiares a ataques de pânico). Depois, claro, há ainda a encantadora prestação do seu ator principal, Jason Sudeikis. O personagem de Ted Lasso encarna a ideia de que a bondade e a empatia podem levar-nos muito longe na vida — não só em termos de superação profissional, mas também na altura de criar laços com os outros.

Este tema da amizade, aliás, é uma das bases do sucesso da série e que vai beber à sabedoria popular do provérbio "amor com amor se paga". Porque em "Ted Lasso", há muito amor, amizade e respeito para dar. E ainda bem. Resta saber se, nesta terceira temporada, a personagem Nathan Shelley aka "Nate, o Grande", que graças a Ted passou de roupeiro a treinador sensação da Premier League, vai ser um rival à altura do treinador mais positivo do mundo. E por rival, diga-se em todos os sentidos. No campo e fora dele.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.