Coro de Santo Amaro de Oeiras - A Todos Um Bom Natal

No Natal pela manhã / Ouvem-se os sinos tocar / E há uma grande alegria / No ar

aqui falámos do tema: “A Todos Um Bom Natal” é uma música que faz parte do imaginário natalício de todos os portugueses - ou de muitos, vá. É um dos grandes épicos de Natal nacionais e talvez possa servir de tema de abertura para a consoada: já imaginar uma travessa de bacalhau a chegar à mesa ao som desta música? Nada menos que monumental.

 

Bing Crosby feat. Carol Richards - Silver Bells

City sidewalks, busy sidewalks / Dressed in holiday style / In the air there's a feeling of Christmas

Esta música “sabe” a Natal. É difícil ouvir um dos maiores clássicos da época e não imaginar luzes brilhantes, azáfama nas ruas e aquele “cheiro” a Natal. Para além da histórica versão de Bing Crosby, uma das minhas versões favoritas é esta. Mas a verdade é que é complicado “estragar” esta música.

 

Sam Smith - Have Yourself a Merry Little Christmas

Have yourself a merry little Christmas / Let your heart be light / From now on, our troubles will be out of sight

Judy Garland, Frank Sinatra, Michael Bublé (também ele um clássico natalício), Christina Aguilera ou até Kenny G. Todos eles fizeram versões de “Have Yourself a Merry Little Christmas” (e mais poderia aqui colocar, assim continuasse a passar páginas no YouTube). É provavelmente uma das mais bonitas músicas desta quadra e, por isso mesmo, presença obrigatória nesta playlist, numa das suas versões mais recentes.

 

The Pogues feat. Kirsty MacColl - Fairytale of New York

Happy Christmas your arse / I pray God it's our last

O que é que uma banda de folk-rock irlandesa tem a ver com o Natal? Bom, nesta música, basicamente tudo. “Fairytale of New York” é um épico (cujo videoclip inclui um tal de Matt Dillon) que, por acaso, acontece em época natalícia. Uma música de amor e dor, de raiva e desespero. E sim, também de Natal.

 

Joni Mitchell - River

It's coming on Christmas / They're cutting down trees / They're putting up reindeer / And singing songs of joy and peace / I wish I had a river I could skate away on

O Natal não é uma época unânime para todos. Para muitos, é uma altura também triste, de solidão. Nesta música, a voz angelical de Joni Mitchell mostra-nos isso mesmo: “River” é uma canção triste, sobre querer não estar onde se está, mesmo que seja Natal. (Extra: Robert Downey Jr. - esse mesmo! - tem uma versão incrível da música. Aqui.)

 

Michael Bublé & Shania Twain - White Christmas

I'm dreaming of a white Christmas / Just like the ones I used to know

Atualmente, um Natal sem Michael Bublé é quase equivalente a não ter bolo-rei à mesa. Por tudo isso - e porque o “White Christmas” de Bing Crosby não deve faltar na consoada -, aqui fica a sua versão de mais um dos clássicos natalícios, acompanhado de Shania Twain.

 

Mariah Carey - All I Want For Christmas Is You

I just want you for my own / More than you could ever know / Make my wish come true / All I want for Christmas is you

O número de vezes que esta música passa durante esta quadra em lojas, na rua, reportagens de televisão, festas de empresa, etc., faz-me pensar que a ONU deve ter criado uma missiva secreta (enviada a todos os responsáveis dos seus países integrantes) que obriga a sua reprodução contínua. Posto isto, ouçam-na só mais uma vez. Mal não faz…

 

Anjos & Susana - Nesta Noite Branca

Nesta noite branca / Sou um boneco de neve / E tenho a certeza que vou derreter / Quando os teus lábios tocarem nos meus

Estávamos em 1999 quando os irmãos Rosado convidaram Susana (não sei se o seu último nome alguma vez foi público) para celebrar o Natal. “Nesta Noite Branca” foi mais um êxito dos autores de “Ficarei”, “Querer Voltar” ou “Perdoa”, ainda que os irmãos admitam, ao longo da música (e à vez), que são bonecos de neve. E que vão derreter. Com beijos.

 

John Williams - Somewhere In My Memory

Somewhere in my mem'ry / Christmas joys all around me

Natal também é cinema, em casa, de lareira acesa. E, muito provavelmente, a ver um puto loiro passar grande parte da quadra sozinho. Em 1990, Macaulay Culkin tornou-se uma estrela mundial. E nós ganhámos um filme que é sinónimo de Natal. Ora reconheçam lá esta música...

 

Senatore - Christmas Is All Around

I feel it in my fingers / I feel it in my toes / Christmas is all around me / and so the feeling grows

Depois de “Sozinho em Casa”, um filme passado em Inglaterra também se tornou um clássico natalício. Com Lúcia Moniz no elenco, “Love Actually” reinventou o grande sucesso dos Wet Wet Wet (trocando “Love” por “Christmas”) e o mundo agradeceu. Esta versão é de Senatore. Quem é Senatore? Boa pergunta. Mas a versão é porreira, não é?

Feliz Natal!

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.