"O evento ocorreu às 18:39 (mais uma hora em Lisboa) de magnitude 4.2 na escala de Richter e epicentro a 27 quilómetros a oeste de Várzea, ilha de São Miguel", declarou.

Segundo a vulcanóloga, o sismo terá sido sentido "na parte oeste e central" da ilha de São Miguel, do grupo oriental do arquipélago dos Açores.

"De oeste para este foi sentido com intensidade máxima IV na escala de Mercalli modificada em Mosteiros, Ginetes, Candelária, Sete Cidades e Feteiras", especificou.

Teresa Ferreira disse ainda que o sismo foi sentido, de acordo com a mesma escala, "com intensidade III/IV" no concelho de Ponta Delgada, nomeadamente na Covoada, Fajã de Cima e Fajã de Baixo e "com intensidade II/III nos concelhos de Lagoa, Ribeira Grande e Vila Franca do Campo".

"Ainda estamos a identificar outros locais para saber exactamente a extensão em que foi sentido", sublinhou.

Teresa Ferreira garantiu ainda que "não houve qualquer estrago", lembrando que com este tipo de intensidade normalmente "não implica danos significativos nas habitações", admitindo, no entanto, que "em termos de energia" este sismo foi mais forte do que os ocorridos na recente crise sísmica na ilha de São Miguel.

"O evento teve mais energia do que qualquer um daqueles que tivemos há quinze dias atrás, sensivelmente, mas como foi mais longe, este sentiu-se numa faixa maior, mas com menor intensidade", disse.

A vulcanóloga do CIVISA explicou que vão continuar a monitorizar a situação e a recolher informação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.