De acordo com o boletim diário daquela entidade, quanto a São Miguel, o concelho de Ponta Delgada regista hoje 13 novos casos (um na Fajã de Baixo, três nos Arrifes, cinco em São Pedro, um no Livramento, um na Fajã de Cima, um em Fenais da Luz e um em São José) e o município da Lagoa cinco novos doentes com covid-19 (dois em Santa Cruz, dois em Água de Pau e um no Rosário).

Ainda em São Miguel, no concelho da Ribeira Grande há quatro novos casos (um em cada uma das freguesias de Rabo de Peixe, Conceição, Ribeirinha e Ribeira Seca).

As novas infeções foram detetadas após 2.417 análises realizadas nos laboratórios de referência da Região, havendo também nas últimas 24 horas um total de 30 recuperações na ilha de São Miguel.

“O caso diagnosticado na ilha Terceira, na freguesia de Santa Cruz, concelho da Praia da Vitória, refere-se a um viajante, não residente, com resultado positivo ao 6.º dia”, refere a Autoridade de Saúde.

Em São Miguel “todos os casos são referentes a transmissão comunitária”, explica a Autoridade de Saúde dos Açores.

Hoje estão internados oito doentes, cinco no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, e três no Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, mas nenhum destes doentes internados está em Unidade de Cuidados Intensivos.

O arquipélago conta presentemente com 301 casos positivos ativos, sendo 287 em São Miguel, 11 na Terceira e três no Faial.

Não há cadeias de transmissão local ativas.

Desde o início da pandemia foram diagnosticados nos Açores 6.003 casos positivos de covid-19, tendo recuperado da doença 5.535 pessoas e falecido 33.

“Desde 31 de dezembro de 2020 e até 14 de junho, foram administradas nos Açores 170.906 doses de vacina contra a covid-19, correspondentes a 101.900 pessoas com 16 ou mais anos com a primeira dose, e 69.006 pessoas com ambas as doses”, no âmbito do Plano Regional de Vacinação.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.824.885 mortos no mundo, resultantes de mais de 176,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.