De acordo com o secretário-geral do SINTAP, José Abraão, a adesão no segundo dia de greve “está a ser superior” à do primeiro dia, rondando em termos nacionais os 90%, enquanto na quinta-feira esteve entre os 80 e os 90%.

“Houve colegas que na quinta-feira não fizeram greve e que hoje, sobretudo depois da grande manifestação [de quinta-feira], ficaram mais convencidos a aderir”, considerou José Abraão.

O dirigente sindical notou ainda como um “sinal positivo” do Governo a convocatória recebida pelos sindicatos para uma reunião negocial no Ministério da Saúde na próxima segunda-feira.

Os técnicos de diagnóstico e terapêutica iniciaram na quinta-feira às 00:00 dois dias de greve nacional, que termina hoje às 24:00, por falta de acordo com o Governo sobre matérias relativas às tabelas salariais, transições para nova carreira e sistema de avaliação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.