Segundo a polícia, as duas tartarugas sobreviventes foram devolvidas ao mar.

Em declarações à Televisão Pública de Angola, um dos infratores disse que a captura das tartarugas tem como objetivo a sua comercialização.

A captura desses animais marinhos é uma prática naquela zona, sendo que as tartarugas são habitualmente comercializadas pelas vendedoras locais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.