Em comunicado, a ASAE adianta que a carne apreendida tinha um valor aproximado de 90.000 euros e que os estabelecimentos não possuíam a autorização de Número de Controlo Veterinário (NCV), sendo que um deles não estava também licenciado pela Câmara Municipal.

A atividade dos dois estabelecimentos com entrepostagem frigorífica consiste na armazenagem de produtos alimentares de origem animal com necessidade de temperatura controlada e na sua venda por grosso.

Aquela autoridade instaurou dois processos de contraordenação "por colocação no mercado de produtos de origem animal por estabelecimentos não registados ou não aprovados pela autoridade competente" e suspendeu a sua atividade.

A obrigatória autorização de Número de Controlo Veterinário é atribuída após uma "vistoria e aprovação das condições estruturais, técnico-funcionais e higio-sanitárias dos estabelecimentos", refere a ASAE.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.