Segundo a agência AP, a polícia não tem dúvidas que o homem alemão de 33 anos que foi preso depois que várias pessoas terem sido esfaqueadas em Munique foi o agressor. O suspeito não deu informações que revelariam um motivo, mas as autoridades afastam a possibilidade de o incidente desta manhã estar relacionado com atos terroristas.

O chefe da polícia de Munique, Hubertus Andrae, disse aos jornalistas que não há indícios de que uma organização extremista, política ou religiosa tenha avançado com o ataque. O responsável acredita que o suspeito, com registo anterior na polícia, tenha problemas psicológicos.

O homem foi preso cerca de três horas depois de oito pessoas terem sido atacadas na cidade bávara e cerca de 500 polícias terem procurado o assaltante. Andrae diz que nenhuma das quatro vítimas foi gravemente ferida.

Nenhum cidadão português está entre os feridos, disse à Lusa fonte do gabinete do secretário de Estado das Comunidades. De acordo com a fonte do gabinete de José Luís Carneiro, a informação foi confirmada pela rede consular portuguesa junto das autoridades alemãs.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.