Em declarações à agência Lusa, o presidente do Nós, Cidadãos!, Mendo Castro Henriques, afirmou que o partido "entregou hoje" no Juízo Local Cível de Lisboa as listas de candidatos à Câmara e Assembleia Municipal, bem como a cinco Juntas de Freguesia da capital - Arroios, Penha de França, Alvalade, Parque das Nações e Lumiar.

Ao todo, as listas do Nós, Cidadãos! juntam "cerca de 150 candidatos", sendo que "40% são mulheres" e "95% são lisboetas", elencou o presidente.

A candidata a presidente da Câmara Municipal de Lisboa é Joana Amaral Dias, que encabeçará também a lista à Assembleia Municipal.

O objetivo do Nós, Cidadãos!, partido constituído em 2015, é "ter uma voz irreverente na Câmara, uma voz diferente", que combata as "situações pouco transparentes" que, na opinião de Mendo Henriques, existem sob a alçada do atual executivo de Fernando Medina (PS).

A coligação SIM também esperou até ao último dia para oficializar as listas compostas por "500 candidatos", disse à Lusa o cabeça de lista à Câmara, Carlos Teixeira.

A coligação vai concorrer à Câmara Municipal e à Assembleia, bem como a "18 freguesias", apontou o candidato independente.

Numa caracterização dos candidatos, Carlos Teixeira observou que "60% são mulheres e 40% homens", sendo que "a lista para a Câmara, especificamente, é composta por dois terços de mulheres e um terço de homens".

Considerando que "os santos da casa também fazem milagres", o candidato salientou que "a maioria dos candidatos são lisboetas".

"Procuramos ter em cada uma das listas pessoas representativas" da cidade, acrescentou.

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), já entregou as listas "na semana passada", disse hoje à Lusa a candidata à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, Inês Sousa Real.

As "perto de 400 pessoas" irão concorrer "à Câmara, Assembleia e a 12 Juntas de Freguesias", o que constitui "um aumento da expressão do PAN a nível local", considerou a candidata.

Quanto à caracterização das listas, Inês Sousa Real observou que "o PAN tem uma particularidade, normalmente há mais mulheres nas listas do que homens", mas este ano existe "bastante diversidade", com "listas bastantes plurais".

Falando nos objetivos para as eleições autárquicas, que se disputam a 01 de outubro, a ex-provedora dos Animais de Lisboa apontou que o PAN quer "conseguir obter um cargo de vereação", mesmo sabendo que "é difícil".

Já na Assembleia Municipal, o partido espera aumentar o número de eleitos, de um para três, e conseguir também "maior representação nas freguesias".

Nas próximas eleições autárquicas, marcadas para 01 de outubro, concorrem também Assunção Cristas (líder do CDS-PP), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE), Fernando Medina (atual presidente do município de Lisboa, pelo PS), Inês Sousa Real (PAN), Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!) e Carlos Teixeira (independente apoiado pelo PDR e JPP).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.