Militante do PS desde 2006, Elsa Teigão começou a ganhar maior protagonismo no partido quando decidiu concorrer à presidência da concelhia de Évora, em 2013, vencendo a eleição para o órgão partidário.

Nunca tinha tido qualquer experiência autárquica, mas, desde que preside à concelhia do PS, passou a participar, com frequência, nas reuniões da assembleia municipal, em substituição de um dos eleitos do partido.

Como independente, chegou a participar em iniciativas do PS na campanha para as eleições autárquicas de 2001, em que o socialista José Ernesto Oliveira conquistou a Câmara de Évora à CDU.

Nas últimas autárquicas, em 2013, o PS perdeu para a CDU a presidência, sendo o atual executivo, liderado pelo comunista Carlos Pinto de Sá, composto por quatro eleitos da CDU, dois do PS e um do PSD/CDS-PP.

Este ano, o PS quer reconquistar o emblemático município alentejano à coligação liderada pelos comunistas e, na apresentação da sua candidatura, em fevereiro, Elsa Teigão fez questão de frisar que é de Évora, nasceu em Évora, estudou em Évora, teve os seus filhos em Évora e vive e trabalha em Évora.

A candidata assegura "defender, em primeiro lugar, as pessoas e as gentes de Évora e lutar definitivamente para garantir a fixação dos filhos da terra", mas garante que "não vai prometer tudo e o seu contrário para ganhar" as eleições.

A modernização dos serviços municipais, o saneamento financeiro, sem deixar de apostar no desenvolvimento de políticas sociais que promovam a criação de emprego, e uma intervenção na limpeza e higiene da cidade são algumas das prioridades traçadas pela candidata.

Residente na freguesia rural de São Miguel de Machede, Elsa Teigão, de 50 anos, é técnica superior do Ministério da Educação e trabalha atualmente na Direção de Serviços da Região Alentejo da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).

Licenciada em Educação pelo Instituto Superior de Educação e Trabalho, a candidata do PS exerceu a profissão de educadora de infância e foi coordenadora de projetos na área da juventude e educação, como o Programa Europeu Juventude para a Europa.

Foi presidente do Conselho Regional da Federação das Associações de Pais do Alentejo, esteve na origem da Comissão Distrital de Luta Contra da Sida e, atualmente, integra o Grupo de Marchas Populares de São Miguel de Machede.

Sportinguista, tal como o pai, Elsa Teigão vive em união de facto com um ex-padre e tem três filhos, duas raparigas do primeiro casamento e um rapaz da atual relação.

É filha de Inácio Teigão, falecido este ano, um dos jornalistas do núcleo que lançou o Expresso, em 1973, antigo diretor do jornal do Sporting e colaborador de várias publicações regionais e nacionais.

Nos tempos livres, gosta de viajar, provar gastronomia tradicional e ler, com preferência para filosofia, romances históricos e biografias.

Hoje em dia, faz caminhadas e natação, mas na sua juventude praticou basquetebol e competiu em ginástica de aparelhos com a camisola do Sporting.

No distrito de Évora, com 14 concelhos, a CDU lidera em seis municípios (Alandroal, Arraiolos, Évora, Montemor-o-Novo, Mora e Vila Viçosa), o PS em cinco (Mourão, Portel, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas e Viana do Alentejo) e os outros três (Borba, Estremoz e Redondo) são presididos por movimentos independentes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.