Um camião que circulava numa das populares avenidas de Jerusalém, com vista para o Muro das Lamentações, avançou, este domingo, sobre as pessoas que se encontravam no passeio, estimando-se que tenha ferido quinze. O El País avança que terá também provocado a morte a quatro pessoas, informações ainda provisórias.

"É um ataque terrorista", disse um porta-voz da polícia citado pela Reuters.

De acordo com as informações disponíveis, o motorista do camião terá sido abatido e entre as vítimas mortas estão três mulheres e um homem, todos na casa dos vinte anos.

Uma testemunha do incidente terá dito à radio israelita que o camião avançou sobre um grupo de soldados que terão disparado sobre o condutor.

As imagens que circulam nas redes sociais e nos órgãos de comunicação israelitas mostram buracos  de disparos no pára-brisas do camião.

A rádio israelita avançou ainda que o condutor será proveniente da Palestina, mas não facultou a sua identidade.

Desde o ano passado, atacantes palestinianos mataram 36 israelitas e dois norte-americanos numa série de ataques, sobretudo à facada.

Durante esse período, 229 palestinianos foram mortos por fogo israelita. Israel afirma que a maioria dos palestinianos mortos era atacante, ao passo que os restantes morreram em confrontos.

Israel afirma que a violência é causada pelo incitamento palestiniano. Por sua vez, os palestinianos dizem que é o resultado de quase 50 anos de ocupação israelita.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.