Numa nota de imprensa conjunta desta iniciativa, que vai decorrer entre os dias 05 e 11 julho e integra o Plano Nacional de Fiscalização de 2022, as três instituições lembraram os dados sobre o impacto do álcool na condução, estimando que “um em cada três condutores mortos em acidentes de viação apresenta uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,5 g/l e três em cada quatro destes condutores apresentam uma taxa igual ou superior a 1,2 g/l”.

A ANSR, a PSP e a GNR salientaram a existência de diversos estudos científicos a apontar que o álcool produz perturbações em termos cognitivos, de processamento da informação, de capacidade de reação e de coordenação motora.

“O álcool também diminui o campo visual, provocando a chamada visão em túnel. Esta perda de capacidades, bem como as alterações de comportamento que podem levar a estados de euforia e desinibição, aumentam de forma muito significativa o risco de envolvimento em acidentes rodoviários”, vincaram.

Segundo o comunicado, a campanha assenta em ações de sensibilização da ANSR no continente e na Madeira, além de operações de fiscalização da PSP e da GNR em estradas com grande circulação automóvel.

Entre os locais das operações estão a EN8 — Rotunda Turcifal (terça-feira), em Torres Vedras; Avenida da Europa (quarta-feira), em Aveiro; EN14 (quinta-feira), em Braga; Praça da República (sexta-feira), no Porto; e EN17 (sábado), em Ceira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.