Segundo o porta-voz da Transportadora Aérea Portuguesa (TAP), o avião tinha aterrado em Bissau com 232 passageiros a bordo e encontrava-se a fazer “as manobras de parqueamento” quando “embateu com a ponta da asa num poste de iluminação”.

“Os 232 passageiros que se encontravam a bordo desembarcaram de forma tranquila e a sua segurança nunca esteve em causa”, referiu André de Serpa Soares, em resposta a perguntas da Lusa, acrescentando que “as causas serão devidamente apuradas”.

A TAP está agora a preparar a ida, ainda hoje, de um outro avião e tripulações para transportarem os passageiros que aguardam o voo Bissau — Lisboa, adiantou.

O mesmo avião levará uma equipa de manutenção e o material necessário à reparação dos danos no avião que sofreu o incidente, que apenas provocou danos materiais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.