Num comunicado, a escola de aviação refere que a avioneta foi alugada pela Aerocondor ao aeroclube de Torres Vedras, que era proprietário do aparelho e responsável pela manutenção.

O instrutor que se encontrava no aparelho, um Cessna 152, tinha 56 anos e “elevada experiência e milhares de horas de pilotagem”.

A escola afirma que irá colaborar com as autoridades no apuramento das causas do acidente e endereça os pêsames aos familiares das duas vítimas mortais, que foram colhidas pela avioneta quando aterrava de emergência na praia de São João, Costa de Caparica, Almada.

O semanário Expresso publica na íntegra o comunicado da escola:

"A Escola de Aviação Aerocondor lamenta profundamente o acidente verificado hoje na
praia de São João da Caparica com a avioneta CS-AVA alugada por esta escola ao Aeroclube
de torres Vedras, proprietário e responsável pela sua manutenção.

Os nossos profundos pêsames aos familiares das vitimas deste trágico acidente.

Não tendo no momento informação detalhada sobre o acidente podemos informar que a
aeronave encontrava-se em voo de treino com um aluno e um instrutor sénior da Escola
Aerocondor, de 56 anos, com elevada experiência e milhares de horas de pilotagem.

No momento atual caberá ao GEPIAF (Gabinete de Prevenção e Investigação de
Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários) o apuramento das causas deste
trágico acidente. Naturalmente a Escola de Aviação Aerocondor colaborá na máxima
extensão das suas possibilidades.

Escola de Aviação Aerocondor"

Fonte oficial do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAFF) disse anteriormente à Lusa que foi notificado do acidente, estando já uma equipa deste organismo no local, composta por dois investigadores, a inteirar-se da situação e a dar início à investigação.

Para o local deslocaram-se igualmente inspetores da Polícia Judiciária, segundo a Polícia Marítima.

As duas vítimas mortais do acidente são uma criança de oito anos e um homem de 56 anos, sem relação familiar, acrescentou a mesma fonte. Ambos se encontravam na praia no momento da aterragem de emergência.

Uma mulher de 45 anos ficou ainda com ferimentos ligeiros num dos braços, tendo sido encaminhada para o hospital.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.