"Não cederemos um só Estado a Trump", disse Sanders perante milhares de seguidores que marcaram presença no lançamento da campanha, no campus da Universidade de Brooklyn, Nova Iorque, onde o senador começou os seus estudos superiores.

Sanders, de 77 anos, natural desse bairro de Nova Iorque e senador independente pelo estado de Vermont, anunciou a sua candidatura a 19 de fevereiro, e é um dos rostos mais veteranos e com maior popularidade entre os inúmeros candidatos democratas à nomeação para concorrer contra Trump nas eleições de 2020.

O encontro foi aberto pela mulher, Jane Sanders, que destacou o lado mais pessoal do candidato, avô de sete netos, e considerou que o lançamento da campanha "não é um momento, é um movimento".

Bernie Sanders foi já candidato à nomeação democrata para a Presidência dos Estados Unidos, em 2016, corrida que acabaria por ser ganha pela ex-senadora e ex-secretária de Estado Hillary Clinton, que acabaria por perder para Donald Trump.

Numa mensagem na rede social Twitter, Trump saudou a entrada na campanha do senador independente, a quem chamou de "Bernie louco" e desejou-lhe "o melhor".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.