“No âmbito de uma denúncia e após algumas diligências policiais por cultivo e tráfico de estupefacientes numa habitação, foi identificado e localizado o suspeito, junto à residência”, da qual “emanava um forte odor proveniente da garagem”, refere um comunicado da GNR.

Uma busca à residência do suspeito culminou no desmantelamento de uma estufa caseira, tendo sido aprendidas 67 plantas de canábis, um bastão de madeira, quatro transformadores com tubagem, cinco embalagens de fertilizante, uma ventoinha, um desumidificador, dois holofotes e diverso material alegadamente usado no cultivo do produto estupefaciente, adianta o comunicado.

A GNR refere que o suspeito, de 48 anos, foi constituído arguido, assim como uma mulher, com 40 anos.

Fonte da GNR acrescentou à Lusa que o suspeito não tem antecedentes criminais e a mulher é companheira daquele.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.