Os números, avançados pelo Governo brasileiro durante a Conferência do Clima COP24, a decorrer na Polónia, indicam que o Brasil cumpriu os seus compromissos internacionais de reduzir a emissão dos gases causadores do efeito de estufa em até 38% antes de 2020.

Já alguns países ricos, como a Alemanha, indicaram que não devem atingir as metas de emissões.

O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Edson Duarte, disse que os cortes mostraram que “mesmo os países em desenvolvimento que enfrentam desafios económicos e sociais ainda podem cumprir seus compromissos com as metas estabelecidas para 2020″.

Embora o país tenha obtido resultados positivos, o futuro Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, sugeriu que não protegerá a vasta floresta amazónica do desmatamento, após assumir funções, em janeiro.

A COP24 reúne, entre os dias 02 e 14 de dezembro, quase 200 países na cidade de Katowice, na Polónia, para finalizar as regras do Acordo de Paris que foi firmado em 2015 e trata do controlo do aquecimento global.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.