No convite para a cerimónia de entrega de chaves que decorre de manhã com o autarca socialista, José Manuel Ribeiro, a câmara de Valongo, distrito o Porto, diz que "47 pessoas carenciadas, incluindo 15 crianças, passarão a viver já nesta quadra natalícia com condições de conforto e dignidade".

A nota da autarquia indica que a empresa municipal Vallis, que é quem gere esta área no Município, não dispõe de casas em número suficiente para as necessidades do concelho, "esforçando-se por dar resposta aos casos mais dramáticos de uma lista com quase 1.000 agregados familiares inscritos para habitação social".

As 17 famílias que segunda-feira recebem as chaves de casa serão realojadas em espaços com tipologias do T1 ao T4 e em urbanizações localizadas em Alfena, Campo, Ermesinde, Sobrado e Valongo. As rendas variam entre os 4,21 e os 189,79 euros.

"Esta entrega de casas só será possível porque as habitações foram sendo desocupadas pelos anteriores moradores. A recuperação de cada casa deixada vaga pelos anteriores ocupantes custa em média 8.000 euros", refere a câmara.

Ainda sobre esta matéria e na mesma nota, é apontado que com recurso aos fundos comunitários contratualizados no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano do Programa Operacional Regional do Norte 2020, estão a ser reabilitados empreendimentos de habitação social do concelho, num investimento superior a 2,2 milhões de euros.

Em causa aumentar o conforto térmico das casas e requalificar os espaços exteriores envolventes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.